astros sobre coronavírus

astros sobre coronavírus

Por O Dia

A astróloga Mônica Buriche explica que a esperança e a solidariedade devem andar juntas
A astróloga Mônica Buriche explica que a esperança e a solidariedade devem andar juntas -

A maioria dos brasileiros se preocupa com alertas de especialistas de que o pior ainda está por vir. Em busca de esperança, muitos recorrem aos céus pela regência dos astros. Assim como infectologistas, astrólogos também anunciam grandes mudanças, especialmente para os cariocas, e apontam a empatia como elemento essencial na equação da esperança. 

Segundo a astróloga Mônica Buriche, o presságio do eclipse em 26 de dezembro, que apontou para grandes acontecimentos, como o começo da covid-19 na China. Depoiss, a conjunção entre Saturno e Plutão em Capricórnio aponta para a restrição, o isolamento social, e expansão da doença a nível global. Em abril, terá Júpiter em conjunto com Plutão na Casa 8, ou seja, ampliação de mudanças drásticas, principalmente em relação à morte e condição precária em hospitais, seja por falta de equipamento ou de pessoal.  

Apesar do mau agouro, a esperança começa com Saturno entrando em Aquário. Com isso, Mônica analisa que o comportamento dos cariocas começa a se adaptar. "Aquário é o signo da humanidade, e esse momento vai ser marcado pela colaboração, como fazer cestas básicas e ajudar os moradores de rua", afirmou. O recado dos astros é simples: pensar no próximo. Como Netuno está sob o signo do Rio de Janeiro, ou seja, o carioca deve se preocupar com o bem-estar coletivo e abdicar do egoismo para conseguir se recuperar dessa crise.

 

 

Comentários