Caixas sempre à disposição

Supermercados continuam abertos, mas muitos adotam estratégias para evitar aglomeração

Por Yuri Eiras

Lucimar sorri para cliente: cuidados com a higiene são fundamentais 
para reduzir o perigo de contágio
Lucimar sorri para cliente: cuidados com a higiene são fundamentais para reduzir o perigo de contágio -

Eles estão lá no início ou no fim do mês, em dias úteis ou nos sábados, domingos e feriados. Não é raro darem duro e ainda serem alvo de reclamações de clientes impacientes nas filas. Considerado serviço essencial, os caixas de supermercado seguem a rotina de trabalho e redobram a atenção aos cuidados de higiene para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Caixa operacional, Lucimar Benício tinha consciência da importância de manter a higiene em casa e agora ampliou os cuidados para o ambiente de trabalho. Ao lado do caixa, ela mantém um álcool em gel abastecido para as mãos e um pulverizador com água e detergente para limpar o entorno.

"Eu sempre tive esses cuidados de chegar na minha casa e de tirar o sapato, por exemplo, e trocar de roupa na varanda e ir direto para o banheiro. Agora, no trabalho, uso papel toalha para as mãos. A cada cliente finalizado eu passo álcool em gel e um material específico para limpar o caixa e a esteira onde correm os produtos", garante Lucimar.

A profissional observa que os clientes do supermercado aumentaram os cuidados. Eles estão respeitando a distância na fila e procurando higienizar as mãos. O Guanabara da Rua Maxwell, no Andaraí, onde Lucimar trabalha, disponibilizou álcool em gel para os clientes nas dependências da unidade. "Eles estão mais conscientes de ficar na faixa amarela, dar o espaçamento de um metro. O cliente até pede o meu álcool em gel. Às vezes, empresto, mas informo a ele que nas dependências da loja tem um aparelho de álcool em gel disponível", disse. "Os carreiros também estão se cuidando e temos o locutor fazendo o trabalho educativo. Ele pede aos clientes para dar o espaçamento, aguardar ser acionado quando o atendimento do outro cliente for concluído". 

Nos comércios menores, o cuidado tem sido o mesmo. Bernardete Dias, funcionária de uma padaria em Santa Teresa, tomou pequenas atitudes para o cuidado dos clientes. "Arrumamos centenas daquelas sacolas plásticas que servem como luvas. Tem um par para cada cliente, para que ninguém tenha contato direto com o pegador na hora de puxar o pão. Quando pega o pão, descarta a luva. Também disponibilizamos álcool em gel no caixa. E passamos a fazer faxina mais vezes no dia", enumera.

Fora do horário de pico

O Supermercado Guanabara recomenda que os clientes façam suas compras após as 18h. Segundo a rede, o perfil de horário de pico mudou por conta do isolamento, e a faixa da tarde, das 13h às 17h, tem sido mais movimentada do que a da noite.

 

Galeria de Fotos

Lucimar sorri para cliente: cuidados com a higiene são fundamentais para reduzir o perigo de contágio Daniel Castelo Branco
Rio - 01/04/2020 - COVID 19 - CORONAVIRUS - Herois da Pandemia - Caixa de Supermercado - Por ser um dos poucos estabelecimentos que podem ficar aberto na Quarentena do Covid-19, os supermercados tem cirulacao diaria de pessoas com isso os Caixas passam a ser grupos de risco, podendo ser contaminados com o coronavirus. Na foto a funcionaria Lucimar Benicio Pereira do Supermercado Guanabara . Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia Daniel Castelo Branco
Rio - 01/04/2020 - COVID 19 - CORONAVIRUS - Herois da Pandemia - Caixa de Supermercado - Por ser um dos poucos estabelecimentos que podem ficar aberto na Quarentena do Covid-19, os supermercados tem cirulacao diaria de pessoas com isso os Caixas passam a ser grupos de risco, podendo ser contaminados com o coronavirus. Na foto a funcionaria Lucimar Benicio Pereira do Supermercado Guanabara . Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia Daniel Castelo Branco
Rio - 01/04/2020 - COVID 19 - CORONAVIRUS - Herois da Pandemia - Caixa de Supermercado - Por ser um dos poucos estabelecimentos que podem ficar aberto na Quarentena do Covid-19, os supermercados tem cirulacao diaria de pessoas com isso os Caixas passam a ser grupos de risco, podendo ser contaminados com o coronavirus. Na foto a funcionaria Lucimar Benicio Pereira do Supermercado Guanabara . Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia Daniel Castelo Branco
Rio - 01/04/2020 - COVID 19 - CORONAVIRUS - Herois da Pandemia - Caixa de Supermercado - Por ser um dos poucos estabelecimentos que podem ficar aberto na Quarentena do Covid-19, os supermercados tem cirulacao diaria de pessoas com isso os Caixas passam a ser grupos de risco, podendo ser contaminados com o coronavirus. Na foto a funcionaria Lucimar Benicio Pereira do Supermercado Guanabara . Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia Daniel Castelo Branco

Comentários