Vigilância Sanitária fiscalizou comércios de Bangu, na Zona Oeste - Secretaria Municipal da Casa Civil / Divulgação
Vigilância Sanitária fiscalizou comércios de Bangu, na Zona OesteSecretaria Municipal da Casa Civil / Divulgação
Por O Dia
Rio - A Prefeitura do Rio prossegue, nesta quinta-feira, com a fiscalização do comércio para evitar aglomerações de pessoas, uma das principais medidas de enfrentamento ao novo coronavírus. O roteiro do dia começou pelo calçadão de Bangu, na Zona Oeste, um dos bairros mais demandados pelo Disk Aglomeração, também coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop).
De acordo com a prefeitura, a força-tarefa conta com agentes da Secretaria Municipal de Fazenda, Guarda Municipal e Subsecretaria de Vigilância Sanitária, além do apoio da Polícia Militar.
Publicidade
Fiscalização na Pavuna
Ação conjunta da Seop que aconteceu nesta quarta-feira, 378 ambulantes foram orientados a encerrar suas atividades. Também foram fiscalizados 20 estabelecimentos, três deles fechados por não se enquadrarem no roll de comércios essenciais autorizados a funcionar por decreto. Cerca de meia tonelada de resíduos sólidos foram recolhidos pela Comlurb.
Publicidade
Fiscalização em toda a cidade
Até o final desta quarta-feira, foram fechados 1.505 estabelecimentos de 2.213 fiscalizados em ações em toda a cidade. Ainda segundo a prefeitura, a suspensão do comércio é por tempo indeterminado. Entre as exceções estão supermercados e hortifrútis; padarias (sem consumo no local); pet shops; lojas de materiais de construção; e postos de combustíveis.
Publicidade