Limpeza interrompida por falta d'água

A higienização, na comunidade Santa Marta, acontece desde o último sábado

Por Letícia Moura*

Moradores do morro Santa Marta, em Botafogo, na Zona Sul, lutam como podem para se prevenir contra a contaminação por Covid-19. O empreendedor Thiago Firmino, de 39 anos e o irmão Tandy Firmino, de 46, idealizaram uma ação, com ajuda de cinco voluntários, para higienizar a comunidade. No entanto, ontem, a falta de água, problema recorrente no local, impossibilitou a limpeza, que acontece desde o último sábado.

"Normalmente, a água no Santa Marta é dia sim e outro não, ou dia sim e outro só Deus sabe quando", desabafa Thiago. "Voltaremos a fazer a higienização amanhã (hoje), vamos agir nos locais que têm água, porque não podemos parar".

Ontem, seria o primeiro dia de limpeza com quaternário de amônia 5ª geração, produto utilizado em cidades chinesas para desinfectar as ruas, e também usado em Niterói, na Região Metropolitana. 

Em nota, a Cedae informou que “houve queda no fornecimento de energia elétrica por parte da Light, o que causou a paralisação de elevatória da Cedae no local. A energia foi restabelecida e a elevatória já está em operação. O abastecimento está sendo normalizado”.

De acordo com a Light, técnicos da empresa estiveram na comunidade e não verificaram qualquer ocorrência com a rede elétrica que alimenta a bomba da Cedae.

*Estagiária sob supervisão de Waleska Borges

Comentários