OMS nomeia Fiocruz como referência de estudo do coronavírus na América do Sul

Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo do IOC é formalizado como referência no continente juntamente com o CDC, dos Estados Unidos

Por Marina Cardoso

Laboratório da Fiocruz passa a realizar testes confirmatórios da doença na região, além de integrar a rede de especialistas em laboratório da entidade para a doença
Laboratório da Fiocruz passa a realizar testes confirmatórios da doença na região, além de integrar a rede de especialistas em laboratório da entidade para a doença -
Rio - A Organização Mundial da Saúde (OMS) nomeou o Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) como centro de referência de estudos do novo coronavírus (Covid-19) na América do Sul. A partir de agora, a unidade passa a realizar testes confirmatórios da doença na região, além de integrar a rede de especialistas em laboratório da entidade para a Covid-19. Além do Brasil, o outro laboratório da América é o Laboratório para Diagnóstico de Vírus Respiratórios do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos Estados Unidos. 
Referência em vírus respiratórios junto ao Ministério da Saúde, o Laboratório tem atuado desde a emergência do novo vírus no diagnóstico de amostras e na capacitação de equipes para análises laboratoriais, incluindo treinamentos de profissionais dos laboratórios públicos do Brasil e de países da América Latina.
"Sermos escolhidos é um reconhecimento não apenas do nosso Laboratório, mas da Fiocruz pelo trabalho realizado, ao longo de décadas, com vírus respiratórios, fortalecendo e consolidando o Sistema Único de Saúde e contribuindo para a promoção da saúde e da qualidade de vida da população brasileira”, afirma a chefe do Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo, Marilda Siqueira.

Comentários