Empresário que lutou contra a Covid-19 festeja a Páscoa em casa

Eduardo, de 48 anos, agradece a corrente de orações e diz que saiu do hospital como uma missão: "Não tem como sair igual"

Por ANA CARLA GOMES

Eduardo foi aplaudido pela equipe médica ao ter alta, na quinta-feira. No detalhe, ele posa por videochamada em sua casa, em Niterói
Eduardo foi aplaudido pela equipe médica ao ter alta, na quinta-feira. No detalhe, ele posa por videochamada em sua casa, em Niterói -
A Páscoa de 2020 teve um significado muito especial para o empresário Eduardo Marins de Mendonça, de 48 anos. Internado no dia 27 de março no Hospital Icaraí, após testar positivo para o novo coronavírus, o morador de Niterói teve alta na última quinta-feira, após período de internação em que chegou a ficar treze dias na UTI, sete deles com uso de respirador artificial. Ele voltou para casa com a certeza de ser uma nova pessoa e com uma missão a cumprir depois da experiência. Grato por voltar à vida, ele quer retribuir agora a corrente de orações e de energia positiva que se formou pela sua recuperação.
“Saio renovado, mas a ficha ainda está caindo. Quero agradecer a todas as mensagens que recebi. Quero que a Páscoa dessas pessoas seja tão maravilhosa quanto a que elas me proporcionaram", emociona-se Eduardo. "Não tem como sair igual. Por mais que você já seja uma pessoa do bem, você volta de uma experiência assim com uma missão. Podemos fazer mais. Há muita coisa a ser feita e podemos tornar o mundo melhor", completa.
Já no fim da tarde de ontem, último dia de sua quarentena, Eduardo posou na área externa de sua casa para o fotógrafo Cléber Mendes, por videochamada.
O empresário, sem qualquer histórico de comorbidade, participou de um cruzeiro pela Amazônia de 9 a 13 de março. Ele conta que, ainda em Manaus, no dia 14, já começou a sentir sintomas de gripe. No dia seguinte, ele retornou ao Rio e foi internado no em 27 do mês passado quando todos os sintomas já haviam aparecido. "No dia 23, eu já não saía da cama. Era um cansaço inexplicável", recorda.
Ao ser atendido no hospital, a esposa, a bancária Rosemere Gonçalves de Mendonça, de 44 anos, teve um baque ao saber o que estava acontecendo. "A gente não tinha noção de que era algo tão grave, que o pulmão dele estava comprometido. Eu me agarrei a Deus. Fizemos uma corrente de fé e oração com os amigos, amigos dos amigos, da igreja que eu frequento. Queria falar a toda hora com o hospital porque não podia visitá-lo e qualquer pinguinho de melhora já era comemorado", lembra.

Vídeo emocionante na alta e gratidão aos 'anjos'

O vídeo da alta de Eduardo, divulgagdo pelo Hospital Icaraí, emocionou a todos. Ao deixar o local numa cadeira de rodas, o empresário foi aplaudido pela equipe médica e agradeceu a toda a equipe.

Ao lembrar da internação, Eduardo conta que, após a sedação ter sido retirada, começou a ter noção do que estava acontecendo. "Com mais lucidez, mais é a vontade de sair", conta, lembrando do processo da ida da UTI para o quarto. "Na UTI, com o fisioterapeuta, tive que reaprender a andar. Quando coloquei o pé no chão foi muito esquisito. Mas ele falou que era natural por eu não estar com equilíbrio e ter perdido massa muscular".

Eduardo ainda mostra gratidão pela dedicação da equipe médica. "São médicos, enfermeiros, técnicos... Eles são anjos. Ali, em cada leito de UTI, tem uma pessoa lutando entre a vida e a morte", destaca.

Já a esposa Rosemere diz que era emocionante ouvir os relatos da equipe médica. "Eles vibravam juntos, torciam juntos pela recuperação. São seres humanos orientados por Deus", enaltece.

Ao comunicar a alta do paciente, o Hospital Icaraí explicou que, após exames que constataram que Eduardo havia sido infectado pela Covid-19, foi necessário o uso de respirador artificial por sete dias. Eduardo recebeu alta da UTI para a suíte no dia 8 de abril e, consecutivamente, teve sua alta hospitalar oficializada no dia 9, totalmente recuperado com as devidas orientações para o domicílio.

Galeria de Fotos

Eduardo foi aplaudido pela equipe médica ao ter alta, na quinta-feira. No detalhe, ele posa por videochamada em sua casa, em Niterói Hospital Icaraí/Divulgação
O empresário Eduardo Marins Mendonça, de 48 anos, em sua casa, em Niterói. Ele recebeu alta no dia 9 de abril do Hospital Icaraí, após ser internado no dia 27 de março testando positivo para o novo coronavírus Cléber Mendes por videochamada

Comentários