Comerciantes não sabem como será a volta

Por

A Feira de São Cristóvão, fechada na manhã do dia 14 de março, não tem previsão de retorno, e assim como outros centros culturais da cidade, deverá sofrer quando a quarentena acabar. A tendência é que a população fique com medo de frequentar aglomerações.

"Não temos previsão de retorno. Mesmo se a Feira abrir, vamos supor, no início de maio, ainda vou ficar uns 60 dias fechado. Não posso colocar em risco meus clientes, nem me colocar em risco", disse Luiz Paulo Keijok. Segundo o comerciante, apenas dois estabelecimentos de alimentação estão abertos dentro da Feira, mas fazendo só delivery.

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro