Hospitais de campanha ganham forma no Rio

Governador Wilson Witzel garantiu que as unidades destinadas para tratamento de pacientes infectados pela Covid-19 serão entregues no próximo dia 30 de abril

Por Anderson Justino

Hospital de campanha no Leblon
Hospital de campanha no Leblon -
Rio - Faltam dez dias para a entrega dos hospitais de campanha do estado, e as obras seguem em ritmo acelerado. No Parque dos Atletas, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, as estruturas ainda estão sendo montadas e já ganham forma. O governador Wilson Witzel garantiu que as unidades destinadas para tratamento de pacientes infectados pela Covid-19 serão entregues no próximo dia 30 de abril. As primeiras a serem abertas serão as unidades do Leblon e Maracanã.

Em toda a rede do Sistema Único de Sáude (SUS), que inclui as unidades de saúde municipais, estaduais e federais, a taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) é de 88%. A taxa de ocupação nas unidades da rede estadual é de 64% em leitos de enfermaria e 76% em leitos de UTI.

Com a entrega dos hospitais de campanha o estado terá 1800 leitos para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, sendo 520 de centros de Tratamento Intensivo (CTIs), segundo Secretaria de Estado de Saúde.

Na capital, a prefeitura do Rio garante que a montagem de um segundo hospital de campanha se dará caso o município atinge sua ocupação total de leitos.

Ontem a prefeitura inaugurou o hospital de campanha do Riocentro, na zona oeste da cidade. A unidade de campanha da capital fluminense é a maior da rede pública em todo o estado e só deve receber pacientas quando as unidades de saúde da capital atingir 70% dos leitos ocupados. A prefeitura abriu processo seletivo para preencher 805 vagas nas especialidades intensivista, intensivista pediátrico, infectologista e clínico geral para os hospitais Municipal Ronaldo Gazolla, de campanha no Riocentro. A prefeitura aguarda a chegada dos respiradores comprados na China. 

Hospital da Fiocruz: 60% das obras concluídas

As obras do Centro Hospitalar para a Pandemia da Covid-19 - Instituto Nacional de Infectologia - da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) serão concluídas até o final do mês de maio.

A Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec) convocou um edital para contratação de profissionais para o Centro Hospitalar. Nesta primeira fase, serão cerca de 600 vagas para médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas.

O hospital da Fiocruz não é considerado uma instalação de campanha, uma vez que ele não será temporário e tem características diferenciadas. A unidade terá 200 leitos para tratamento intensivo e semi-intensivo.

Galeria de Fotos

Hospital de campanha no Leblon Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Operários trabalham na obra do hospital de campanha que está sendo montado em Nova Iguaçu Luciano Belford
Hospital de campanha no Leblon Fotos da Equipe de Fotojornalismo do Jornal O DIA e MEIA HORA - Instagram: @odiafoto

Comentários