R$ 7,5 bi para os pequenos

Acordo firmado entre Caixa e Sebrae vai socorrer microempresários e MEIs com juros mais baixos

Por

Enfim chegou a vez dos pequenos empresários receberem socorro do governo federal: Serão disponibilizados R$ 7,5 bilhões a juros mais baixo para oferecer crédito a micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais (MEI). Ontem a Caixa Econômica Federal anunciou um convênio com o Sebrae. A medida será operacionalizada por meio do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe), do Sebrae, e que oferece as garantias complementares.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que participou de videoconferência com o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o crédito vai atender a um dos segmentos mais afetados pela redução na atividade econômica com o isolamento social adotado em razão da pandemia do coronavírus, a covid-19.

"Esta operação é extremamente importante porque oferece crédito para uma parcela do segmento da economia que não tem tido a oportunidade dessa oferta ultimamente", disse.

"O dinheiro virá em boa hora, tive que fechar meu negócio porque sem gente na rua quem vai comprar roupa? Estou com um monte de contas a pagar e sem dinheiro", lamenta Luiz Carlos de Souza Oliveira, dono de uma barraca de roupas no Largo da Carioca.

Os empréstimos terão um período de carência que pode chegar a 12 meses e os prazos de pagamento podem variar de 24 a 36 meses. Guimarães disse ainda que as garantias do Sebrae por meio do Fampe vão permitir ao banco a adoção de taxas 40% menores do que as praticadas pelo banco.

Comentários