Técnico de enfermagem do Hospital Miguel Couto morre com suspeita de coronavírus

Jorge Luiz de Lima estava afastado do trabalho desde que apresentou os primeiros sintomas da doença

Por O Dia

Hospital Miguel Couto
Hospital Miguel Couto -
Rio - O técnico de enfermagem Jorge Luiz de Lima morreu, na segunda feira, com suspeita de infecção pelo novo coronavírus (covid-19). O profissional de saúde trabalhava no Hospital Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul do Rio. Ele estava afastado de suas funções desde a semana passada, quando apresentou os primeiros sintomas da doença.
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, na segunda, o estado do técnico piorou, quando ele procurou um hospital particular próximo de sua casa. Ele veio a óbito momentos depois.
"Jorge era um profissional gentil, dedicado e muito querido pelos colegas", a pasta lamentou, através de nota. "A SMS e a direção do Miguel Couto se solidarizam com a família neste momento de dor e aproveitam para agradecer a dedicação de Jorge Luiz e de todos os profissionais que se comprometem diariamente com o combate à pandemia de covid-19, esta terrível doença que desafia a todos nós, em todo o mundo".
Na última quinta-feira, um outro profissional da rede municipal de saúde morreu com suspeita do novo coronavírus. Trata-se da técnica de enfermagem Anita de Souza Viana, de 63 anos, que trabalhava no Hospital Ronaldo Gazolla, em Acari, na Zona Norte, unidade de referência da prefeitura no tratamento da doença.
Atualmente, dos 45 mil profissionais de saúde da rede 800 estão afastados por causa da covid-19, desde o início da pandemia, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. São médicos, enfermeiros ou técnicos de enfermagem que precisaram deixar o trabalho por apresentarem algum sintoma da doença ou por fazerem parte do grupo de risco.
A pasta, no entanto, não informou o número de profissionais mortos pelo novo coronavírus ou com suspeita de infecção.

Comentários