Iabas suspende atendimento de novos pacientes no Hospital Adão Pereira Nunes

Suspensão se dá por conta da falta de pagamento por parte da Secretaria Estadual de Saúde. Casos emergenciais serão recebidos e encaminhados para outras unidade

Por O Dia

Hospital Adão Pereira Nunes
Hospital Adão Pereira Nunes -
Rio - A organização social Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas) informou que, a partir desta quarta-feira, está suspendendo sua operação no Hospital Adão Pereira Nunes, no bairro de Jardim Primavera, em Duque de Caxias. Segundo a empresa, novos pacientes não serão aceitos e casos emergenciais serão recebidos e encaminhados para outras unidades. O atendimento continua para as 228 pessoas que seguem internadas.

O instituto informou que a suspensão se dá por conta da falta de pagamento por parte da Secretaria Estadual de Saúde, que deve R$ 37.737.965,69 milhões apenas pela gestão mensal do hospital, além dos recursos para os investimentos já realizados. Segundo eles, a empresa manteve o funcionamento do hospital desde o dia 22 de maio, quando venceu o contrato de gestão da unidade e a SES ainda não tomou uma decisão sobre o que fazer com a administração do hospital. 
A Iabas afirmou que foram cerca de 15 ofícios enviados, contando com as três últimas administrações da SES, cobrando uma posição concreta e não houve resposta formal e por escrito.
A empresa informou que não há dinheiro para adquirir folha de papel para emissão das prescrições médicas, e/ou comprar água para fornecer aos pacientes e não há como negociar mais com fornecedores, que já não aceitam mais nenhuma justificativa.
Procurada pelo DIA, a Secretaria de Saúde informou que o secretário Alex Bousquet está reunido neste momento para solucionar o problema no Hospital Adão Pereira Nunes. A secretaria ainda ressaltou que segue empenhada em encontrar uma solução emergencial para garantir a continuidade do atendimento à população e o pagamento dos funcionários da unidade.

Comentários