Refeitórios das escolas municipais do Rio serão reabertos em agosto

Prefeitura anunciou retorno de café da manhã e almoço para as crianças da rede. Merendeiras foram testadas contra covid-19

Por Luana Dandara

O prefeito Marcelo Crivella deu entrevista coletiva ontem para anunciar as medidas
O prefeito Marcelo Crivella deu entrevista coletiva ontem para anunciar as medidas -
Rio - Os refeitórios de creches e escolas municipais do Rio vão voltar a funcionar no início de agosto. A informação foi passada nesta segunda-feira pelo prefeito Marcelo Crivella. A data da reabertura ainda não foi definida, mas as merendeiras já serão convocadas hoje e treinadas para receberem as crianças.
Segundo Crivella, inicialmente refeitórios de 168 escolas serão reabertos e vão funcionar de segunda-feira a sábado. A escolha das unidades foi feita com base em "áreas de maior vulnerabilidade social". Cerca de 20 mil crianças devem ser atendidas com café da manhã e almoço nas escolas.
"As cestas básicas continuarão chegando nas casas dessas crianças, mas a reabertura dos refeitórios é importantíssima para garantir a boa alimentação nesse momento de crise", disse Crivella. O comparecimento desses alunos da rede municipal nos refeitórios é voluntário e poderá ser decidido por cada família.
Para a reabertura, a prefeitura realizou a testagem de funcionários da área de alimentação das unidades municipais de educação que se voluntariaram. No total, foram 3.188 testes rápidos do novo coronavírus realizados de 13 a 27 de julho. Cerca de 7% dos testados, 228 funcionários, apresentaram resultado positivo e já possuem os anticorpos da doença. São esses trabalhadores que voltarão a trabalhar nos refeitórios, o que diminuiria o risco de transmissão às crianças.
"Precisamos de duas merendeiras em cada escola, então a conta fechou. Mas se a demanda de crianças for maior do que estamos prevendo, podemos contratar mais merendeiras já imunizadas. Daqui a 30 dias, esse grupo vai refazer o teste", afirmou Crivella.

Comentários