Expulso e reintegrado à PM, policial youtuber Gabriel Monteiro responderá por deserção

Em nota, a Polícia Militar informou que o soldado foi escalado em 45 serviços, tendo faltado a 20 deles, dentre os quais, apenas seis de forma justificada

Por O Dia

Gabriel Monteiro
Gabriel Monteiro -
Rio - Um dia após ter sido expulso da PM, o policial e youtuber Gabriel Monteiro, será reintegrado à corporação. De acordo com a polícia militar, ele ainda responderá pelo crime de deserção. 
Procurada pelo DIA, a PM informou que o soldado foi excluído por não ter se apresentado ao 34º BPM (Magé) desde o dia 22 de julho. "O comando da unidade enviou viatura ao endereço do policial, diariamente, a partir do segundo dia de ausência, repetindo o procedimento até completar o prazo. Em nenhuma dessas visitas o policial foi localizado", disse a polícia militar em nota. 
A PM informou ainda que Gabriel só se apresentou ao 34º BPM, nesta tarde, após saber de sua expulsão. 
"O soldado Gabriel Monteiro será reintegrado à tropa e responderá em liberdade pelo crime de deserção, assim como continuará incurso na Comissão de Revisão Disciplinar (CRD), instaurada contra ele anteriormente por quebra de hierarquia", informou a PM. 
A corporação informou ainda que por faltar ao serviço 52 vezes durante o período em que trabalhou efetivamente como militar e de cometer outras transgressões, o soldado recebeu conceito “mau” em sua ficha disciplinar, a pior das cinco classificações previstas no regulamento da corporação: excepcional, ótimo, bom, insuficiente e mau. 
"Gabriel foi apresentado no 34º BPM em 16 de março e que até o dia 30 de julho (data em que se consumou a sua deserção) foi escalado em 45 serviços, tendo faltado a 20 dentre os quais, apenas seis de forma justificada", finalizou a nota. 
Gabriel Monteiro foi procurado pela reportagem para explicar o caso, mas não retornou. 

Comentários