Autoescolas fazem protesto contra Detran

Categoria exige abertura de vagas para marcar habilitação. Com demora, alunos estão abandonando cursos

Por O Dia

Autoescolas se concentraram no Aterro para a manifestação
Autoescolas se concentraram no Aterro para a manifestação -

Funcionários de autoescolas realizaram uma manifestação ontem, em frente à sede do Departamento de Trânsito (Detran), no Centro do Rio. A categoria reivindica abertura de vagas para a marcação de serviços pelo site do órgão. Os Centros de Formação de Condutores (CFCs) retomaram as aulas teóricas e práticas no dia 24 de junho, depois de mais de três meses fechados, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Dono de uma autoescola, Saulo Thomé da Silva, de 43 anos, conta que alunos desistiram de tirar a habilitação porque os CFCs não conseguem fazer o cadastro dos alunos no Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach) ou marcar as provas teórica e prática, e pediram o reembolso do valor pago pela matrícula.

"O Detran tem que abrir a agenda, senão a gente não tem como marcar os serviços. Eles (Detran) estão colocando os alunos contra as autoescolas, porque acham que nós é que estamos falhando. Já estamos em uma situação difícil, três meses sem trabalhar, e agora os alunos estão pedindo o dinheiro de volta. A gente está pedindo socorro para não decretar falência", declarou Saulo.

A instrutora Priscila Alvarenga, 42, também teme que ela e colegas fiquem desempregados. Segundo ela, poucos alunos se matricularam desde a reabertura e muitos já deixaram a autoescola. "Nossos serviços dependem diretamente do Detran", afirmou.

Além dos serviços marcados pelas autoescolas, alunos também se queixam de não conseguirem agendar, porque o Detran estaria abrindo poucas vagas, que acabam rapidamente.

"Não consigo marcar nunca, tento todos os dias. Não pensei em desistir, porque é um sonho. É desagradável, porque parece que estou me afastando desse sonho aos poucos", contou o técnico em prótese dentária Nildo Gabriel, de 21 anos.

Desde o último dia 27, já é possível realizar a prova teórica, abertura de processos de primeira habilitação e adição ou mudança de categoria. Já os exames práticos foram retomados no dia 3, apenas para os candidatos que já estavam agendados antes da pandemia.

Comentários