Menina de três anos foi vítima de bala perdida após veículo desrespeitar barricada do tráfico

Criança foi atingida no peito no bairro Santa Cruz da Serra, em Caxias, e está internada com estado de saúde estável

Por Beatriz Perez

Menina de três anos está internada com quadro de saúde estável no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes
Menina de três anos está internada com quadro de saúde estável no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes -
Rio - A menina de três anos que foi baleada na porta de casa em Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, na noite de segunda-feira foi atingida por uma bala perdida, depois que um veículo não atendeu a ordem do tráfico local em uma barricada. O bairro tem barricadas e sofre com o domínio da facção Terceiro Comando Puro (TCP).
Segundo o delegado da 62ª DP (Imbariê), Marcos Santana Gomes, um veículo não atendeu a ordem de baixar os vidros na barricada. "Os criminosos efetuaram disparos e acertaram a menina que estava na porta de casa. Ela foi atingida por um tiro", explica.
A vítima foi levada por vizinhos ao posto médico e transferida ao Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, onde está internada com estado de saúde estável.
A Polícia Civil esteve no hospital para ouvir testemunhas e faz buscas na região do crime para recolher imagens de câmera de segurança para identificar os criminosos. Os investigadores também verificarão se o veículo que desrespeitou a barricada dos criminosos pertenciam a uma facção rival, ou, simplesmente, não entendeu ordem de parada dos traficantes.
A Secretaria Estadual de Saúde informa que a paciente deu entrada às 19h25 no Hospital Adão Pereira Nunes, em Caxias, trazida pelo Samu, com perfuração por arma de fogo no lado esquerdo do tórax. Ela está internada com estado estável de saúde.
Briga entre facções rivais provocou tiroteio em estúdio
Uma disputa entre facções rivais no bairro Santa Cruz da Serra, em Caxias deixou três pessoas baleadas no dia 20 de agosto, quando houve um ataque a tiros em um estúdio de tatuagem na Rua da Praça Matriz, em Santa Cruz da Serra. Uma adolescente baleada sofreu morte encefálica.

Comentários