Material apreendido em Quintino - Divulgação
Material apreendido em QuintinoDivulgação
Por O Dia
Rio - Nove pessoas morreram durante operação da Polícia Militar em comunidades da Zona Norte e Oeste na manhã desta quarta-feira. De acordo com a corporação, todos eles tinham envolvimento com o crime e trocaram tiros com os agentes. LEIA MAIS: Três suspeitos são presos durante operação da polícia no Engenho da Rainha
"Tivemos este grande número de mortes por conta de marginais que resistiram duramente à ação policial. Mas tivemos quatro criminosos presos que se renderam por conta da operação policial", disse o porta-voz da PM, Major Ivan Blaz, ao RJTV 1, da Globo.
Publicidade
A operação visava estabilizar toda a região que vem sendo objeto de disputa entre grupos de criminosos rivais pelo domínio territorial, com o objetivo de ampliar o tráfico de entorpecentes e controle de serviços fornecidos à população local, como a venda de gás, o fornecimento de internet e TV a cabo, dentre outros.
A ação aconteceu nas comunidades da Caixa D’Água e do Morro do 18, em Quintino, do Morro do Urubu, em Pilares, e do Flexal, no Engenho da Rainha, e da Barão, Bateau Mouche e Chacrinha, na Praça Seca.
Publicidade
A PM informou que cinco batalhões participarão da operação: Batalhão de Operações Especiais (Bope), Choque, 18ºBPM (Jacarepaguá), 3ºBPM (Méier) e 9ºBPM (Rocha Miranda). Nenhum dos 300 agentes envolvidos na ação ficou ferido.
"Os batalhões da Zona Oeste ocuparam a região da Praça Seca e os batalhões da Zona Norte vieram pelo Morro do Dezoito. Com os homens do comando de operações especiais indo pelas comunidades do meio, dominadas pela milícia", afirmou o Major Blaz.
Publicidade
O porta-voz da PM destacou que a área é ligada por matas, o que facilita o trânsito de criminosos. "Estamos falando do Grande Maciço da Tijuca, onde você pode chegar até o outro lado, chegando a Jacarepaguá, São Conrado e você vai para outra face com Méier, Água Santa. Toda a região é ocupada por marginais que trafegam pela área de mata. E as comunidades que margeiam essa elevação acabam sofrendo a influência".
Na operação em Quintino, foram apreendidos cinco fuzis, uma submetralhadora, quatro pistolas e um simulacro, além de drogas e rádios transmissores. 
Publicidade
Em comunidades do Urubu, a PM informou que foram apreendidos um rádio comunicador, duas pistolas, uma granada e farto material entorpecente a ser contabilizado.