Tiroteio no Morro dos Macacos
Tiroteio no Morro dos MacacosREPRODUÇÃO DE VÍDEO
Por Yuri Eiras
Rio - Cinco pessoas morreram durante uma operação da Polícia Militar no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na tarde deste sábado (6). Segundo moradores, dois dos mortos seriam inocentes - um deles identificado como Walmir, representante da torcida Fla Macacos. Os feridos foram levados para o Hospital Federal do Andaraí, mas não resistiram. Em vídeos que circulam nas redes sociais, os militares têm dificuldade de colocar todas as vítimas na mesma viatura. ''Não tem nem mais espaço", grita um morador.
Segundo testemunhas, policiais militares subiram pela região conhecida como 'B13', e entraram em confronto com traficantes no 'Terreirinho'. Cinco pessoas foram baleadas. Moradores afirmam que dois deles eram inocentes. A versão da PM, em nota, é de que "a guarnição localizou cinco suspeitos feridos". 
Publicidade
Uma moradora diz que tiroteios com mortes de moradores acontecem com frequência. "Isso se chama chacina. Aqui é um Carandiru por mês. Virou rotina", denuncia.
Moradores organizam um protesto para a próxima segunda-feira (8), em homenagem a Walmir, um dos mortos. O ato será na Padaria da Petrocochino, às 18h. "Objetivo do protesto é levantar a bandeira do nosso amigo. Infelizmente, cinco fatalidades. Dentre cinco, um era trabalhador. Vamos levantar a bandeira do amigo Walmir. O protesto vai ser ordeiro, coordenado, com máscara, camisa branca, pacífico. É uma homenagem", disse Wellington Pimentel, presidente da torcida 'Fla Macacos' e amigo de Walmir.
Publicidade
A Polícia Militar afirma ter apreendido um fuzil, duas pistolas, duas granas, além de drogas e dinheiro em espécie. "Equipe 5ª UPP/6º BPM-UPP Macacos foi atacada por criminosos armados durante policiamento na localidade conhecida como 'Terreirinho', no Morro dos Macacos, em Vila Isabel. Houve revide, e após cessar o confronto, uma busca foi feita na região e a guarnição localizou cinco suspeitos feridos", diz a corporação. "Os suspeitos feridos foram socorridos ao Hospital Federal do Andaraí. Policiamento segue reforçado na região. Ocorrência em andamento".
Mais cedo, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) esteve numa região de mata do Morro do Andaraí. Na ação, um fuzil foi apreendido e não houve registro de vítimas. O objetivo, segundo a PM, era capturar lideranças do tráfico de drogas daquela localidade.