Polícia Civil faz operação contra a milícia que atua em Santa Cruz, na Zona Oeste
Polícia Civil faz operação contra a milícia que atua em Santa Cruz, na Zona OesteReprodução TV Globo
Por O Dia
Rio - Uma operação policial resultou na prisão de três pessoas ligadas à milícia que atua nas comunidades Antares e Cesarão, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. 
Agentes do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE) e da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas (Draco) tentam cumprir cinco mandados de prisão contra homens ligados ao miliciano Wellington da Silva Braga, o Ecko.
Publicidade
Foragido, Ecko é um dos criminosos mais procurados do Rio. Investigações da polícia colocam ele à frente da milícia conhecida como Bonde do Ecko, antiga Liga da Justiça, que está há mais de 15 anos no Rio. O criminoso também é apontado como responsável por expandir o maior grupo paramilitar do estado para regiões da Baixada Fluminense e bairros da Zona Norte do Rio. 
Entre os crimes atribuídos à milicia estão homicídios, ocultação de cadáver, exploração de comércio, ameaças, venda ilegal de gás, comércio ilegal de internet e Tv a cabo. Ecko tem a segunda maior recompensa oferecida pelo Disque-Denúncia: R$ 10 mil.
Publicidade
Ecko assumiu a maior milícia do estado após a morte de seu irmão Carlos Alexandre Braga, o Carlinhos Três Pontes, morto em 2017.