Coronavac
CoronavacReprodução internet
Por O Dia
Rio - A cidade de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, retomará nesta terça-feira (4) a aplicação da segunda dose da CoronaVac em idosos a partir de 69 anos. O município tinha interrompido a vacinação na última sexta-feira (30).
De acordo com as primeiras informações, a vacinação irá acontecer na Policlínica de Itaipu, Policlínica da Engenhoca e no drive thru da UFF, no Gragoatá, das 8h às 17h. A entrada é permitida até 16h. Já n o Campo de São Bento, em Icaraí, o horário é das 9h às 16h.
Publicidade
Na quarta-feira (5), a segunda dose será aplicada em pessoas a partir de 69 anos. Na quinta (6) e sexta (7) é a vez dos idosos a partir de 68 anos. A aplicação da segunda dose é restrita às pessoas que receberam a primeira na cidade e o escalonamento por idade será mantido.
Calendário:
Publicidade
Terça-feira (04) e quarta-feira (05) - 69 anos
Quinta-feira (06) e sexta-feira (07) - 68 anos
Para receber a segunda dose, é preciso levar um documento de identidade com foto e data de nascimento e o comprovante de vacinação. 
Publicidade
Endereços de vacinação:
- Policlínica Regional de Itaipu - Avenida Irene Lopes Sodré – Itaipu.
Publicidade
- Policlínica Regional Dr. Renato Silva - Avenida João Brasil, s/nº – Engenhoca.
- Drive thru na Universidade Federal Fluminense - Campus Gragoatá - Rua Alexandre Moura, 8 – São Domingos.
Publicidade
- Posto volante no Campo de São Bento: Centro Cultural Paschoal Carlos Magno – Icaraí. 
Suspensão de doses
Publicidade
Na última quinta-feira (29) outras cidades do Rio também suspenderam a aplicação da segunda dose da CoronaVac por falta de vacinas. Em nota, a Prefeitura do Rio alegou que "não haveria a reposição da CoronaVac em quantidade suficiente antes do prazo informado". As exceções eram pessoas acamadas e idosos com mais de 70 anos que receberam a primeira dose no município do Rio de Janeiro. 
Nesta segunda, a falta de doses da vacina contra covid-19 gerou tumulto em posto de saúde em São Gonçalo, na Região Metropolitana. A Guarda Municipal precisou ser acionada para controlar a confusão.
Publicidade
Atraso máximo na aplicação da 2ª dose será de 10 dias
O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, informou que o atraso máximo na aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac será de 10 dias e ressaltou que o atraso não irá comprometer a imunização de quem já foi vacinado.
Publicidade
"A gente chegou a ter 320 mil doses reservadas, mas a queda da produção do Butantan foi muito intensa. Não era possível continuar o calendário. A gente vai ter um atraso máximo de 10 dias para algumas pessoas, e para a maioria das pessoas será de apenas 5 dias", informou Soranz.
Ele também lamentou o atraso no calendário e informou que a mudança foi necessária por conta de um problema no planejamento do Ministério da Saúde.
Publicidade
"Assim que recebermos as vacinas do Instituto Butantan, aplicaremos as vacinas da segunda dose. Quem já tomou a primeira dose, esse atraso de poucos dias não vai atrapalhar em nada nessa imunização. A gente lamenta ter acontecido", finalizou.