Fiscalização foi até o evento
Fiscalização foi até o evento Divulgação
Por O Dia
Rio - A Secretaria de Ordem Pública (Seop) e a Vigilância Sanitária alegaram que não houve nenhuma infração na festa realizada no Copacabana Palace, na noite desta sexta-feira (14). O evento contava com shows de artistas como Ludmilla, Gusttavo Lima, Mumuzinho, entre outros. Segundo a Seop, a fiscalização, realizada por volta das 23h não identificou nenhuma violação das regras da prefeitura para conter a disseminação da covid-19.
"A Vigilância Sanitária fez uma notificação de vistoria, mas no momento da fiscalização, não foi detectado nenhuma infração. Caso surjam evidências de descumprimento ao decreto vigente, as autuações podem ser feitas posteriormente", disse a Seop em nota
Publicidade
De acordo com o órgão, o salão do Copacabana Palace comporta 2 mil pessoas e no momento da fiscalização havia 100, e todos de máscaras. Segundo postagens nas redes sociais, a festa chegou a reunir 500 pessoas e teria sido promovida por um bicheiro da cidade.
Pelo decreto da Prefeitura, do último dia 6, que flexibilizou algumas regras de prevenção contra a pandemia, apresentações artísticas podem ser realizadas, desde que mantenham o limite de 40% da capacidade total em lugares fechados; seja mantido o uso de máscaras, e distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas.
Publicidade
O Rio de Janeiro registra mais de 300 mil casos de contaminação por covid-19 e 25.194 mortos. Assim como outros bairros da cidade, Copacabana é considerado de alto índice de contaminação, segundo o Painel Rio Covid-19 atualizado diariamente pela Prefeitura carioca.