Parazinho e KhawanDivulgação

Rio - Identificados como os responsáveis por sequestrar um helicóptero para tentar resgatar traficantes dentro de uma das unidades prisionais do Complexo de Gericinó, em Bangu, Marcos Antônio da Silva, Pará ou Parazinho, e Khawan Eduardo Costa Silva, estão recebendo apoio de líderes da facção Comando Vermelho (CV).
De acordo com as investigações da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), os dois estariam escondidos no Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio, e sob proteção de Wilton Carlos Quintanilha, o Abelha, integrante da cúpula do CV, e Edgar Alves de Andrade, o Doca, chefe do conjunto de favelas.
"Dados da Subsecretaria de Inteligência dão conta que essas pessoas (Parazinho e Khawan) de alguma forma já conseguiram abrigo através dos chefes da facção em outras comunidades, talvez um pouco maiores, e de mais difícil acesso. E nós vamos buscá-los aonde quer que seja. Não existe endereço que será negado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, nós vamos em qualquer lugar", garantiu o delegado Rodrigo Oliveira, subsecretário de inteligência da corporação.
"Então esses líderes que de alguma forma estão abrigando esses criminosos, eles também serão parte dessa investigação e também serão responsabilizados pela ação, sem sombra de dúvidas. Foi identificado os dois chefes do CV que de alguma forma estão dando guarita a esses criminosos", complementou Oliveira.
Para o delegado Willian Pena Júnior, titular da Draco, não há dúvidas de que o plano para o resgate de Carlos Vinícius Lírio da Silva, o Cabeção, chefe do Sabão, Márcio Gomes de Medeiros Roque, conhecido como Marcinho do Turano, e José Benemário de Araújo, o Benemário, líder do tráfico do Mandela, foi arquitetado a autorizado pela cúpula da facção.
"Sem sombra de dúvidas é um tipo de conduta que revela a essência dos líderes da facção, a forma de organização e a ousadia e, a partir de agora, esses líderes também entram e fazem parte da nossa investigação. Não há dúvidas de que isso é um plano arquitetado pelo Comando Vermelho", finalizou.