Operação Segurança Legal V em Angra dos ReisDivulgação / Polícia Federal

Rio - A Polícia Federal realizou nesta quinta-feira (25), a Operação “Segurança Legal V” com o objetivo de combater o exercício ilegal da atividade de segurança privada, tanto por empresas, como por pessoas não capacitadas para atuar como vigilante. A fiscalização é realizada em todo o país desde 2017. Pelo menos 40 policiais federais atuaram somente no estado do Rio. Ao todo, foram fiscalizados 23 estabelecimentos e nove autos de encerramento de atividades foram emitidos.

A atividade de segurança privada prevista na Lei 7.102/83 deve ser autorizada pela Polícia Federal, não só em casos de prestação de serviço de vigilância armada, mas também para os vigilantes que trabalham desarmados. Todos devem ser capacitados através de curso de formação específico, com reciclagens a cada dois anos.

Segundo a PF, o uso de seguranças clandestinos, sem capacitação, compromete a segurança do local e coloca em risco a vida e a integridade física dos frequentadores do estabelecimento.

Denúncias sobre irregularidade ou clandestinidade nas atividades de segurança privada podem ser feitas à DELESP/DREX/SR/PF/RJ pelo e-mail: [email protected] ou via telefone (21 2203-4880).