Queima de fogos na virada do ano no RioDivulgação

Rio - O Corpo de Bombeiros informou, na tarde desta sexta-feira (31), que sete pontos do Rio podem não ter queima de fogos por falta de documentação. De acordo com a corporação, os locais, que até às 15h ainda não tinham entregado as papeladas necessárias, são: Igreja da Penha, Parque Madureira, Recreio dos Bandeirantes, Barra da Tijuca, Bangu, Ilha do Governador e Piscinão de Ramos. Vale lembrar que Copacabana não está incluída nesta lista.
Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, os responsáveis pela produção desses eventos tem até às 18h para protocolar junto à Diretoria Geral de Diversões Públicas (DGDP) da corporação os documentos exigidos.
Procurada pelo DIA para comentar sobre o assunto, a Riotur, empresa de turismo do Rio, ainda não deu retorno até a publicação desta matéria.
Balsas com fogos de artifícios já estão posicionadas em Copacabana
As dez balsas com fogos de artifícios para o Réveillon já estão no mar da Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, nesta sexta-feira. A estrutura flutuante carrega cerca de 24 mil bombas e vai proporcionar um espetáculo de luzes de mais de 16 minutos, que também será transmitido pela Internet. As 14 toneladas dos artefatos estão a 450 metros da faixa de areia.
Nesta última quinta-feira (30), o Corpo de Bombeiros, a Marinha e a Coordenadoria de Fiscalização Armas e Explosivos da Polícia Civil concluíram a vistoria final nas dez balsas. A checagem e aprovação do aparato foi feita em um atracadouro na Praça Iaiá Garcia, na Ilha do Governador, onde as embarcações estavam montadas, antes de irem para o mar.