Hospital Estadual Alberto Torres, em São GonçaloDivulgação

Rio - É estável o quadro de saúde da criança de um ano e 11 meses atacada por um pitbull, no último domingo (16), em Niterói. A pequena está no CTI pediátrico do Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo.
Transferida para o Centro de Trauma do Heat, a criança foi avaliada por uma equipe formada por cirurgião-geral, neurologista, ortopedista e bucomaxilofacial. Os profissionais da unidade identificaram, após exames, que a menina sofreu fratura e perda de parte da mandíbula, além de cortes profundos em toda a região do rosto e do pescoço. Nesta sexta-feira (21), a equipe deve planejar um primeiro procedimento .

"Nossa equipe também está avaliando a paciente diariamente, desde a sua entrada. Vamos promover o melhor para a sua plena recuperação", afirmou o coordenador da equipe de bucomaxilo facial, Willian Chaia.
"A nossa guerreira está reagindo bem. Está sendo monitorada 24 horas por dia desde a sua entrada. Hoje (quinta-feira) está acordada, interagiu com familiar, equipe médica e de enfermagem. Vamos seguir os protocolos para o melhor tratamento", comentou a médica Leila Alves, coordenadora do CTI pediátrico.
Cachorro soltou da coleira
O ataque aconteceu no último domingo (16), quando o pitbull passeava com o dono. Segundo testemunhas, o cão se soltou da coleira e invadiu o local onde a menina estava. O dono do cão e a família da criança moram na mesma vila, no Ingá.