Primeira fase da campanha contará com 10 milhões de doses da vacina - Douglas Macedo/Prefeitura de Niterói
Primeira fase da campanha contará com 10 milhões de doses da vacinaDouglas Macedo/Prefeitura de Niterói
Por O Dia

Esperança!

Abro a rede social ao sair do estúdio e vejo...

"Coronavac pede uso emergencial à ANVISA!"

Sempre pensei que esse dia chegaria com rojões, plantões em todas as emissoras de televisão, e toda pompa que uma notícia maravilhosa dessa deveria ter.

Mas se tem uma coisa que a pandemia fez a gente entender, é que o tempo da ciência tem que ser respeitado... E só nos resta apoiar!

Mesmo assim, me enchi de uma esperança que eu não tinha há muito tempo.

Quando tudo isso começou, eu tinha até medo de fazer as perguntas para os especialistas, porque os prazos pareciam tão distantes!

E chegamos... Chegamos até aqui.

Ao ler os números da pesquisa, as porcentagens de eficiência da vacina, mais alegria... É preciso a gente entender que não importa a marca, o laboratório, a bandeira que ela carrega. Chegou, aprovou, tomou e imunizou... Simples!

Não acreditar na ciência e se deixar levar por politicagem é assinar atestado de desinformado demais ou no mínimo de caráter duvidoso.

Agora é esperar a nossa vez e de quem amamos, respeitando também as prioridades... Nada de tentar tirar vantagem, como a gente já viu por aí!

Num país de desiguais, vamos ter que lutar muito por igualdade, até na hora da vacinação. Mas isso aí já é tema para uma outra coluna...

Vem vacina, a gente quer te usar!

Pingo no I
Dona Maria das Neves, 60 anos, moradora da Baixada, São João de Meriti
Dona Maria das Neves, 60 anos, moradora da Baixada, São João de MeritiDivulgação
Publicidade
Dona Maria das Neves, 60 anos, moradora da Baixada, São João de Meriti...
Participou do meu programa na Tupi, fazendo um apelo por uma geladeira, que ela faz questão de reforçar: "pode ser usada!"
Publicidade
O motivo? Ela é diabética e não tem onde armazenar suas insulinas, depois que a sua geladeira quebrou. Ainda mais nesse calorão!
"Eu não tenho condições de comprar, vivo com um salário mínimo. Enquanto não consigo, vou guardando tudo na geladeira da minha vizinha", conta Maria.
Publicidade
Até de água gelada ela depende dos vizinhos..
É incrível como a gente consegue sentir tanta verdade em alguém pela voz. O pedido dela não é pra luxo, é necessidade! Gente de verdade pedindo socorro.
Publicidade
Então, bora colocar o Pingo no I e ajudar a Dona Maria?
O telefone dela é 96652-1482. Valendo!
Publicidade
Tá salgado!
Publicidade
E falando em calorão, o povo de Itaboraí tá reclamando do valor da conta de luz... E olha que o verão mal começou.
Segundo os moradores, a conta tá vindo mais alta que o normal.
Publicidade
"Tá muito difícil de pagar. Em casa, só tem eu e minha filha! Não é normal de um mês pro outro a conta pular de 170 para 400 reais", reclama Nádia Velasco, moradora do bairro Joaquim de Oliveira.
É complicado, um sol de rachar, todo mundo em casa por causa da pandemia...
Publicidade
A coluna foi procurar saber o motivo de todo esse aumento. A Enel, concessionária responsável pela região, afirmou que não há qualquer irregularidade no processo de medição e faturamento e explicou que o aumento deve-se sim ao uso mais frequente de aparelhos como ar-condicionado, por exemplo. A distribuidora ainda reforçou, disse que a criação das bandeiras tarifárias e a definição do seu patamar a cada mês são de responsabilidade da agência reguladora do setor, a Aneel, e possuem vigência em todo o país. Ainda tem o ICMS, que quando o consumo de energia ultrapassa 300 kWh, sobe de 18% para 31%.
Ou seja, muita teoria... Mas na prática, o povo só leva fumo.
Publicidade
Por isso, se você me perguntou se tá feio ou tá bonito... Tem que ter uma luz no fim do túnel, claro que mais baratinha, e tenho dito!
Você pode gostar
Comentários