Adaptada ao momento atual, Feirarte de Teresópolis reabre

Expositores comemoram movimento, mais de 150 estandes reabriram nesta primeira fase da tradicional Feira do Alto

Por Paula Valviesse

Movimento de clientes no primeiro dia de retorno das atividades na Feira do Alto
Movimento de clientes no primeiro dia de retorno das atividades na Feira do Alto -
A tradicional Feirarte - Feira do Alto de Teresópolis, que funciona na Praça Praça Higino da Silveira, 128, no bairro Alto, reabriu neste sábado (20/06), conforme o planejamento de retomada da economia elaborado pela prefeitura. Mais de 150 expositores voltaram às atividades, depois de quase três meses parados. E o resultado não poderia ter sido melhor, muitos clientes contemplaram a feira, seguindo as medidas de prevenção, e os expositores comemoraram o movimento.

As irmãs Aline e Janaína Tayt-Sohn, que seguindo o legado da mãe, expõem seus produtos no local há 35 anos, na barraca Xodó da Bebel, contaram como foi o primeiro dia de retorno.

“Estamos em sistema de rodízio, a partir do dia 18 de julho entram novos expositores. Foi um dia excelente, com bastante movimento, muitas vendas, nossos clientes realmente abraçaram a ideia da feirinha e vieram prestigiar. Nos adequamos, cumprimos com o protocolo, todos os expositores trabalhando direitinho, não teve aglomeração”, conta Janaína.

As irmãs também são responsáveis pela criação dos perfis “Amigos da Feirinha de Teresópolis”, no Facebook e no Instagram, com objetivo de aproximar os expositores e clientes durante o período que a feira ficou fechada.

“A feirinha fechou logo que se estabeleceram as medidas de isolamento e, com a intenção de ajudar os amigos expositores, criamos as redes, onde eram publicadas fotos dos produtos, telefones de contato e, graças a essa iniciativa, muitos começaram a trabalhar com entrega”, explica Aline.

As medidas de prevenção incluem o uso obrigatório de máscaras; disponibilização de álcool em gel na entrada da feira e em todas as barracas; limitação no número de clientes nas barracas para evitar aglomerações; higienização das embalagens; entre outras.

Segundo o presidente da Sou Mais Feirinha de Teresópolis, Edésio Pacheco, a administração manteve uma fiscalização constante e os clientes e expositores respeitaram as medidas: “Todo mundo respeitando os protocolos da OMS [Organização Mundial de Saúde], vários fiscais auxiliando os expositores e o público,a feirinha está preparada para se manter em funcionamento”, destacou.

Comentários