Da esquerda para a direita: Gildo Gonzaga, Vice-presidente do Meriti-Previ; Altair Soares, Presidente do Meriti-Previ; Prefeito Dr. João, Valdecy da Saúde, Deputado Estadual e Márcio Reis, Secretário ExecutivoDivulgação

O clima político em São João de Meriti continua nas alturas. Depois de botar a corda no pescoço do prefeito João Ferreira Neto, ao aprovar a LOA com uma margem de remanejamento de apenas 5%, o grupo de 13 vereadores liderados pelo presidente Didê ainda deitou em berço esplêndido: nas redes, circula um flyer virtual em que a turma toma para si os louros do reajuste de 25% para professores e profissionais da Educação. Só eles votaram no projeto da prefeitura — já que os governistas não compareceram à sessão.