Comissões da Câmara dão aval a projeto que aumenta salário de servidor

Vereadores que integram os colegiados deram parecer conjunto e favorável ao PLC da ‘incorporação’; texto será votado na terça-feira

Por PALOMA SAVEDRA

Câmara dos Vereadores
Câmara dos Vereadores -
Está confirmado. A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro vai votar nesta terça-feira (10 de setembro) o projeto de lei complementar que mantém a incorporação de valores adicionais aos salários de servidores que ocupam cargos comissionados. As três comissões (Constituição e Justiça, Administração e Finanças) que tinham de analisar o texto - de autoria do Executivo - deram parecer conjunto nesta segunda-feira. Agora, a matéria já está pronta para ir ao plenário.

Pelo projeto, a garantia será apenas para os funcionários que estiverem no exercício dessas funções na data da lei.

O texto foi enviado à Câmara devido à iminência da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6, da Reforma da Previdência, pelo Senado. A PEC 6 acaba com o direito à incorporação de adicionais aos vencimentos de servidores municipais e estaduais. Na União, essa medida já é proibida.


Em meio a discussões e reivindicações do funcionalismo municipal, o governo decidiu elaborar a proposta que vai assegurar o benefício a quem já está exercendo as funções gratificadas, de confiança e os cargos em comissão.

Um dos motivos também para a apresentação do projeto foi para evitar uma debandada de oito mil funcionários que estão nesses cargos, e um prejuízo de R$ 12 milhões ao caixa municipal.

Isso porque, como a legislação atual prevê a necessidade de exoneração do cargo para que o servidor possa incorporar o valor ao seu salário, haveria uma corrida dessas pessoas por pedidos de desligamento das funções. Assim, conseguiriam aumentar seus vencimentos antes da promulgação da reforma previdenciária.

Comentários