Funcionalismo estadual está impossibilitado de contratar consignados desde maio de 2020
Funcionalismo estadual está impossibilitado de contratar consignados desde maio de 2020Reprodução internet
Por PALOMA SAVEDRA
À espera da retomada dos consignados desde maio de 2020, os cerca 410 mil servidores estaduais da ativa, aposentados e pensionistas enfim poderão voltar a contratar essa modalidade de crédito. Saiu ontem, no DO, a contratação emergencial, no valor de R$ 900 mil, da empresa Zetra, que ficará responsável por operar o serviço.
Segundo o governo, na segunda o novo sistema começa a ser implantado. E os descontos relativos ao empréstimo já começarão a ser feitos na folha salarial de maio.
Publicidade
O Palácio Guanabara informou que esse contrato terá duração de seis meses e foi firmado para agilizar a liberação dos consignados. Nesse mesmo período será realizado o processo licitatório para a escolha de uma empresa que ficará responsável por essa tarefa de forma definitiva.
A impossibilidade de acesso a essa linha de crédito — que tem juros mais baixos — era motivo de queixas diárias das categorias, principalmente diante das necessidades impostas nesse período de pandemia.
Publicidade
A demora no restabelecimento do serviço também levou o funcionalismo a acionar a parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) — que questionaram o Executivo.
'Empresa atendeu a requisitos técnicos'
Publicidade
Ao anunciar ontem o contrato da Zetra, o governo fluminense alegou que a empresa "teve a maior pontuação em relação a todos os requisitos técnicos exigidos pelo Estado no Termo de Referência".
Ressaltou ainda que ela "é líder no segmento de benefícios consignados no Brasil", atendendo a 400 clientes públicos, como Supremo Tribunal Federal, Superior Tribunal de Justiça, Marinha, Aeronáutica, Exército, Infraero, além de empresas privadas. "O sistema eConsig da Zetra é responsável pela gestão de cerca de R$ 60 bilhões em consignados no país".