Mais da metade das novas empresas foram abertas por mulheres em 2017, diz Sebrae

Segundo levantamento da entidade, 51,5% das 955 mil dos novos empreendimentos registrados no ano passado são geridos por empresárias. Brasil tem quase 8 milhões de empreendedoras

Por RENAN SCHUINDT

Mulheres
Mulheres -

Rio - O Brasil já reúne quase 8 milhões de mulheres empreendedoras. E o crescimento não para. Mais da metade (51,5%) das 955 mil novas empresas registradas no ano passado foram abertas por mulheres, segundo o Sebrae. Uma das portas de entrada é o segmento de microfranquias, que lidera como o modelo preferido delas. Com investimento inicial considerado baixo, as empresas oferecem a possibilidade de trabalhar em casa e sem funcionários, com dedicação total ou apenas como uma renda extra.

Aleteia Hansen está entre aquelas que apostam neste mercado. Com dificuldade para colocar suas ideias em prática, investiu R$7,5 mil em uma microfranquia da Acqio, rede com foco em pagamentos eletrônicos. Para ela, a receita do sucesso é a responsabilidade que as mulheres têm. "É um mercado de maioria masculina, mas sei lidar de igual para igual. Temos muito a oferecer, tanto com o conhecimento quanto o comprometimento. Como mulher, acho maravilhoso que haja o interesse das empresas", diz Aleteia.

PARTICIPAÇÃO BAIXA

A Acqio está incentivando o aumento da participação das mulheres entre os franqueados. Entre os mais de 750 empresários parceiros, 25% já correspondem ao sexo feminino. No entanto, segundo o diretor de marketing da rede, Carlos Rollo, a atenção da mulher ao negócio foi o que atraiu a rede. "O comprometimento com a marca, a garra e a vontade de fazer acontecer são as principais características que elas possuem. Alinhando ao treinamento e o suporte que damos, o resultado é satisfatório para nós, que queremos crescer. E para a franqueada, que busca uma boa renda no fim do mês", relata o diretor.

Até o fim do ano, a expectativa é de contar com 200 novas franqueadas. "Nunca tivemos preferência por um gênero, mas o potencial existe nelas. O plano de foco no corporativismo feminino é esse ano. Mas com possibilidade de continuarmos por mais um período", explica.

DONAS DO PRÓPRIO NEGÓCIO

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), quatro em cada dez lares brasileiros são chefiados por mulheres. Destas, 40% são donas de negócios próprios e um terço trabalha em casa. Muitas começaram a empreender por acaso e acabaram adotando uma segunda profissão.

Comentários

Últimas de Empregos e Negócios