Programa da Escola do Trabalhador fornece capacitação a distância

Cem mil pessoas já foram qualificadas em todo o país com o auxílio de programa federal. Cursos são gratuitos e online

Por O Dia

Equipe responsável pela Escola do Trabalhador divulga resultados e lança novos cursos
Equipe responsável pela Escola do Trabalhador divulga resultados e lança novos cursos -

Rio - Perto de completar um ano de funcionamento, a Escola do Trabalhador, plataforma de educação a distância do Ministério do Trabalho, atingiu a marca de 100 mil pessoas qualificadas. O programa, que surgiu de uma parceria com a Universidade de Brasília (UnB), já recebeu mais de 600 mil matrículas de alunos de todas as regiões do país.

"Esses números demonstram claramente que o trabalhador brasileiro está buscando se aperfeiçoar. É por meio da qualificação que se promove o desenvolvimento econômico e produtivo do país, permitindo ao cidadão o acesso ao conhecimento", analisou o ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello.

NOVIDADES A CAMINHO

Segundo os dados do Ministério do Trabalho, aproximadamente 37% do total dos alunos da Escola do Trabalhador estão ativos no mercado de trabalho. Mas continuam em busca de conhecimento. Atualmente, a população conta com 26 cursos gratuitos. Todos focados nas necessidades do mercado de trabalho brasileiro. Para o ano que vem, a expectativa é positiva. O objetivo é dobrar a oferta de cursos. Outro desafio é atingir a marca de 6 milhões de pessoas atendidas.

Comentários

Últimas de Empregos e Negócios