Especialista dá dicas para seu negócio bombar nas pesquisas do Google

Número de acessos nas redes sociais podem representar boa colocação no ranking de busca

Por RENAN SCHUINDT

Ferramentas oferecidas pelo Google ajudaram empresas brasileiras a movimentar R$ 37 bilhões
Ferramentas oferecidas pelo Google ajudaram empresas brasileiras a movimentar R$ 37 bilhões -

Rio - Uma das principais ferramentas de vendas, a internet tem se tornado uma solução para empreendedores que não conseguem arcar com custos de uma loja física. As ferramentas oferecidas pelo Google ajudaram empresas brasileiras a movimentar R$ 37 bilhões na economia, colaborando para a manutenção de 430 mil empregos. As informações fazem parte de um levantamento encomendado pelo site de buscas à Deloitte, empresa especializada em consultoria. O número foi calculado com base no faturamento das companhias que usaram os serviços do Google para impulsionar negócios e alcançar mais consumidores.

O alto número de acessos e visualizações nas redes sociais podem representar, também, uma boa colocação no ranking de busca do Google. Fundador da empresa SEO Comprovado, Eduardo Borges enumerou dicas para que a empresa apareça entre os primeiros resultados da pesquisa online. Segundo ele, é essencial se colocar no lugar do internauta. "A proposta é tentar entender exatamente o que o cliente buscava quando chegou ao seu site. A experiência do usuário é essencial para aumentar os acessos", explica.

Ainda de acordo com o especialista, o site precisa oferecer um conteúdo de qualidade, com todas as informações necessárias para o usuário. "É fundamental darmos atenção ao leiaute, que deve ser agradável e pouco confuso. Muitas vendas são feitas pelo celular. Por isso, invista em sites que funcionem bem em smartphones. Uma boa estrutura faz toda a diferença para as vendas e acessos", orienta.

Também é importante que o empreendedor saiba que esse tipo de retorno pode demorar. "Os resultados não são imediatos. O investimento deve ser sempre pensado a longo prazo. O tráfego orgânico não engloba gastos diretos com anúncios, o que estende o tempo para que ele comece a funcionar. O Google leva alguns meses para entender que o conteúdo daquele site é uma boa resposta para as buscas", argumenta.

ANÁLISE DA CONCORRÊNCIA

Segundo Borges, é preciso estudar o conteúdo dos sites dos concorrentes que aparecem em primeiro lugar na busca. "Busque por uma palavras-chave relacionadas ao seu negócio, acesse os três sites de concorrentes que são os melhores colocados e analise o que eles têm que seu site não tem", recomenda o especialista.

De acordo com o especialista, o título e a descrição também são muito importantes. "Se você observar as palavras que estão sendo usadas nos títulos e descrições dos sites concorrentes que estão bem ranqueados e incluí-las no seu site, você já pode melhorar muito sua posição no Google".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários