Manchester United prepara proposta de R$ 203,5 milhões para tirar CR7 do Real

Clube inglês deseja fechar com o português na próxima janela de transferências do futebol europeu

Por rodrigo.hang

Inglaterra - Clube que mais contratou jogadores na última janela de transferências do futebol europeu, o Manchester United já está de olho no mercado para a próxima temporada. O time pretende contratar um velho conhecido da torcida: Cristiano Ronaldo. Segundo o site inglês Caughtoffside, a equipe pretende desembolsar cerca de R$ 203,5 milhões para tirar o astro do Real Madrid.

Cristiano Ronaldo elogia contratações e faz declarações de amor ao Manchester

Cristiano Ronaldo garantiu que gostaria de voltar a vestir a camisa do Manchester UnitedReuters

O português foi ídolo do Manchester United entre os anos de 2003 e 2009. Maior referência da equipe naqueles anos, Cristiano Ronaldo conquistou o carinho da torcida por marcar muitos gols e esbanjar habilidade e talento durante os jogos. Sob o comando do técnico Alex Ferguson, conquistou dez títulos, entre eles a Liga dos Campeões de 2007/2008, o Mundial Interclubes de 2008 e o tricampeonato inglês de 2006/2007, 2007/2008 e 2008/2009. O camisa 7 acabou sendo eleito o melhor jogador do mundo em 2008. No ano seguinte, o Real Madrid pagou R$ 273 milhões para levar o craque.

Cristiano Ronaldo desaprova atuação da diretoria do Real nas contratações

Na última semana, Cristiano Ronaldo declarou todo o seu amor no Manchester United. Apesar de ser ídolo do Real Madrid e ter sido eleito novamente o melhor jogador do mundo em 2013, o português de 29 anos revelou que esperar um dia poder voltar ao futebol inglês, atuando pelo Red Devils. Ele, no entanto, garantiu que vai cumprir seu contrato com os merengues.



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia