Mais Lidas

Justiça pede prisão de jogador por abuso sexual de afilhada de 11 anos

Ex-meia do Atlético Mineiro também atuou por Boca Juniors e River Plate

Por bferreira

Argentina - A justiça argentina pediu nesta segunda-feira à Interpol a prisão do jogador argentino nacionalizado paraguaio Jonathan Fabbro, que defende o Lobos BUAP, do México, por abuso sexual de sua afilhada de 11 anos entre 2012 e 2016, informou o advogado da acusação.

Justiça argentina pediu à Interpol a prisão do jogador Jonathan FabbroAFP

"Foi enviada uma ordem de captura internacional. A menina neste momento está contida e com acompanhamento terapêutico. Ela sofreu um trauma", declarou o advogado Gastón Marano à emissora 'C5N'.

Fabrro, que namora a celebridade paraguaia Larissa Riquelme, nasceu na Argentina há 35 anos e se nacionalizou paraguaio, jogando pela seleção do novo país. Na Argentina, jogou no Boca Juniors e no River Plate.

O volante atuou também no Once Caldas, da Colômbia, no Guaraní e no Cerro Porteño, do Paraguai, e no Atlético Mineiro.

"A intenção do pedido de prisão internacional é para evitar qualquer possibilidade de fuga. É uma pessoa com recursos e poderia fugir. A causa foi iniciada em abril deste ano. Ele responde por outra denúncia no Paraguai por este tipo de feito", concluiu Marano.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia