Olimpíada foi adiada por um ano por causa da pandemia
Olimpíada foi adiada por um ano por causa da pandemiaAFP
Por O Dia
A cada dia que passa da pandemia de covid-19 aumentam as incertezas e a pressão sobre a Olimpíada Tóquio-2020. A quatro meses do início, o CEO do Comitê Organizador, Toshiro Muto, reforçou que os Jogos acontecerão em julho deste ano e que não há mais alternativa nem chance de novo adiamento.
"Há pessoas que dizem que os jogos deveriam ser adiados, mas, na minha opinião, adiá-los é impossível. Mantê-los em julho é a última opção", disse Toshiro Muto à 'Kyodo News'.
Publicidade
Depois do adiamento de um ano, Tóquio-2020 está marcada para 23 de julho a 8 de agosto. Entretanto, a covid-19 continua descontrolada pelo mundo e há indefinição sobre como fazer os Jogos Olímpicos. Uma alternativa é que o Japão não receba estrangeiros além das delegações envolvidas.
Segundo Muto, não é possível novo adiamento, até em função dos atletas, que já tiveram que treinar por mais um ano para se preparar. Além disso, tem a questão da Vila Olímpica, pois muitos dos apartamentos já forma vendidos e os proprietários teriam que aguardar mais tempo para recebê-los, o que é considerado inviável.