Após críticas, empresa se posiciona sobre grama do Maracanã: 'Não apresentou problemas'

Apesar de não apresentar problemas de nivelamento, empresa admitiu que o campo não estava bonito

Por O Dia

Após críticas, Greanleaf se posiciona a respeito da grama do Maracanã na partida entre Flamengo e Atlético-MG, válido pela estreia do Campeonato Brasileiro 2020
Após críticas, Greanleaf se posiciona a respeito da grama do Maracanã na partida entre Flamengo e Atlético-MG, válido pela estreia do Campeonato Brasileiro 2020 -
Rio - Atual campeão brasileiro, o Flamengo estreou com derrota por 1 a 0 contra o Atlético-MG, no Maracanã. No entanto uma das coisas que mais chamou atenção foi o estado do gramado. Após receber muitas críticas,a Greenleaf, empresa responsável pelo gramado, respondeu um torcedor através das redes sociais.
O posicionamento relatou as questões envolvendo a mudança de estação. Além disso, a Greanleaf afirmou que o estado da grama não apresentou problemas no que diz respeito à tração, compactação e nivelamento do campo.
CONFIRA O POSICIONAMENTO DA EMPRESA:
“Depois dos oito jogos em 20 dias (final de junho ao meio de julho) optamos por trocar toda a área sombreada (onde a grama não pega sol no inverno) para poder aumentar a densidade de folhas ali e, assim, aguentar a grande quantidade de jogos que vem por aí. Dessa forma, conseguiremos manter a grama com a iluminação artificial, que o estádio adquiriu recentemente…

Realmente, esteticamente, o campo não estava bonito ontem (domingo, 09), mas em relação à tração, compactação e nivelamento, não apresentou problemas. A Greenleaf Gramados não mede esforços para fazer o melhor pelo Maracanã. Não foi por acaso que fomos contratados para fazer cinco dos oito estádios da Copa do Mundo do Qatar em 2022. No próximo jogo, o Maracanã já estará com a coloração igualada”.

Comentários