Nome frequente nas convocações da Seleção, Lucas Paquetá ironizou a 'cobrança' de Gabriel Veron com a menção ao título da Copa América, em 2019
Nome frequente nas convocações da Seleção, Lucas Paquetá ironizou a 'cobrança' de Gabriel Veron com a menção ao título da Copa América, em 2019AFP
Por O Dia
Rio - O aumento da rivalidade entre Flamengo e Palmeiras extrapolou fronteira do Brasil. Ao comemorar a conquista rubro-negra na decisão da Supercopa do Brasil, Lucas Paquetá, apoiador do Lyon, da França, replicou em sua conta no Twitter um meme que circulava nas redes sociais: "O Palmeiras não tem Copinha, não tem Mundial e não tem Supercopa". Pouco tempo depois, foi rebatido pelo atacante Gabriel Veron, joia do Verdão. "O que você ganhou na base, eu ganhei como profissional".
"Pera, essa conta é fake? Ou é o 'verão' mesmo? É só 'gastação', garoto! Parabéns pela Copa América", escreveu Paquetá.

Revelado pelo Flamengo, o apoiador, de 23 anos, fez uma alusão à conquista da Copa América com a camisa da seleção brasileira, em 2019. Nome frequente nas convocações de Tite, Paquetá foi negociado com o Milan, da Itália, em 2018, por 35 milhões de euros, cerca de R$ 150 milhões na época. Em setembro do ano passado, o Lyon, da França, desembolsou 20 milhões, cerca de R$ 136 milhões, para contratá-lo e colhe os frutos pelo bom momento do brasileiro.
Publicidade
Conhecido pela irreverência em vídeos que viralizaram durante a infância e pelas dancinhas na comemoração de seus gols, Paquetá amenizou o clima negativo que a rivalidade tem ganhado e lamentou os ataques recebidos, via redes sociais, após a 'zoação', lembrando a provocação do Palmeiras em 2018, em frente à uma loja do Flamengo.
"Cara, o futebol tá muito chato, ninguém pode mais zoar ninguém. Todo muito fica com um ódio desnecessário. Em 2018 dançaram na frente da loja do Flamengo. Agora é a nossa vez! (Sim, nossa)
Sou Flamengo desde pequeno, fiz música com 12 anos, sou torcedor, acompanho e vibro! Fé", postou Paquetá.