No espetáculo, Carrilhão fala dos mercadores de todos os tempos e lugares, mostrando mascates de hoje, de ontem e de manhã
No espetáculo, Carrilhão fala dos mercadores de todos os tempos e lugares, mostrando mascates de hoje, de ontem e de manhãDivulgação
Por O Dia
Rio das Ostras - A temporada de espetáculos online está a todo vapor em Rio das Ostras. Dando continuidade ao incentivo à Cultura e respeitando as determinações dos Decretos Municipais para evitar a transmissão e contágio do Covid-19, a Fundação Rio das Ostras, em parceria com o Coletivo Nopok, vai transmitir neste sábado, dia 6, ao vivo, de forma online, a partir das 11h, em sua página no Facebook (https://www.facebook.com/frcriodasostras1997), o espetáculo “Carrilhão”, contemplado pela Lei Emergencial Aldir Blanc do Estado do Rio de Janeiro.

O espetáculo tem duração de 45 minutos, classificação livre e é uma fusão das linguagens do circo e do teatro. Uma dupla de artistas, Daniel e Fernando, se desdobra entre diversos personagens e narrativas, trazendo alegorias de diferentes culturas e épocas. Alguns números circenses ganham destaque, como a Parada de Mão, o Rola Rola e os Monociclos Altos.

No espetáculo, Carrilhão fala dos mercadores de todos os tempos e lugares, mostrando mascates de hoje, de ontem e de manhã; da paixão pela conversa informal, do encantamento pelas palavras e pelas ações, e do feitiço inerente a um bom vendedor. Além disso, pontua o valor das trocas e dos encontros que se estabelece nas negociações.

Para a presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Cristiane Regis, neste período de pandemia, a parceria para transmissões de espetáculos ao vivo e online é uma forma de continuar dando oportunidade à população de ter acesso a Cultura. “O nosso objetivo é garantir que as pessoas continuem tendo opções de entretenimento, nem que seja do conforto de suas casas, pelo computador. Iniciamos com a transmissão de uma peça de teatro e vamos continuar dando continuidade a parcerias como essa. Todos acabam saindo ganhando, tanto os artistas e profissionais quanto a população”, declarou a presidente.