Mais Lidas

PM faz operação nos morros Babilônia e Chapéu Mangueira, no Leme

No fim de semana, traficantes rivais das comunidades da Zona Sul entraram em confronto

Por O Dia

Rio - Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Babilônia e Chapéu Mangueira e do Comando de Operações Especiais (COE) da PM realizam operação nas comunidades do Leme, na Zona Sul do Rio, na manhã desta terça-feira.

Até o momento não há informações sobre feridos, prisões e apreensões. Traficantes dos dois morros entraram em confronto neste fim de semana por disputa dos pontos de venda de drogas nas comunidades que ficam numa das regiões mais bem valorizadas da Zona Sul do Rio. 

O confronto aconteceu na noite de sábado no Morro da Babilônia. Informações dão conta de que integrantes da facção Terceiro Comando Puro, que dominam o Chapéu Mangueira, teriam tentado invadir a favela vizinha, dominada pelo Comando Vermelho, com a ajuda de criminosos da Vila Aliança.

De acordo com a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Babilônia/ Chapéu-Mangueira, um grupo de suspeitos fugiu da comunidade durante a troca de tiros. Um deles, que estava armado, acabou sendo preso por policiais do 19º BPM (Copacabana) na Rua Gustavo Sampaio, no Leme, na Zona Sul do Rio. O policiamento foi reforçado na região.

Com o criminoso, foram apreendidos celulares e uma pistola calibre 9mm. O caso foi registrado na 14ªDP (Leme) e a identidade do suspeito ainda não foi divulgada pela Polícia Civil.

Durante a fuga, um outro homem teria invadido um apartamento na Rua Gustavo Sampaio, próxima à comunidade, e feito a moradora de refém. Segundo as informações iniciais, ele teria entrado no apartamento pelo buraco do ar-condicionado, que estava fechado apenas por uma madeira.

Nas redes sociais, moradores relataram pânico durante o confronto: "Barulho de granada!", "Já foram 4 rajadas intensas em momentos distintos!", "Tô ouvindo aqui de Copacabana, posto 2.", "Muitas bombas agora", comentaram os internautas.

Na madrugada de domingo, cinco homens foram presos em uma blitz da Lei Seca em Copacabana. Os presos afirmaram serem moradores do Complexo do São Carlos e há forte suspeita de terem participado de um confronto nas comunidades Chapéu Mangueira e Babilônia, no Leme.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia