Corpo de último desaparecido é encontrado na Baía de Sepetiba

Segundo Marinha, vítima foi localizada nas proximidades da Reserva Ecológica Sahy

Por O Dia

Duas embarcações naufragaram perto do Porto de Itaguaí, na Baía de Sepetiba
Duas embarcações naufragaram perto do Porto de Itaguaí, na Baía de Sepetiba -

Rio - A Marinha do Brasil informou que foi encontrado, na tarde desta segunda-feira, o último desaparecido do naufrágio de duas embarcações na Baía de Sepetiba, na Região Metropolitana do Rio. Hoje, militares da corporação e da Marinha do Brasil retomaram às 6h as buscas pelos três pescadores que ainda estavam desaparecidos. 

Segundo o Comando do 1° Distrito Naval, a vítima foi localizada nas proximidades da Reserva Ecológica Sahy na área da Baía de Sepetiba, cerca de 23 km distante do barco “Lucas Mar”. Uma embarcação que trafegava na região avistou o desaparecido na superfície do mar e informou à Marinha. A DelItacuruçá imediatamente enviou duas equipes de buscas ao local.

Todos os 21 passageiros das embarcações “Lucas Mar” e “Milemar” foram resgatados, nove com vida e doze vítimas fatais. O naufrágio aconteceu na madrugada da última sexta-feira, na região da Laminha. As ações de Buscas e Salvamento (SAR) foram realizadas pelas equipes da Marinha e do Corpo de Bombeiros, que atuaram em conjunto com os pescadores locais.

Na manhã desta segunda-feira, duas vítimas foram encontradas pelas equipes. Um corpo foi localizado nas proximidades da Ilha do Martins, na área da Baía de Sepetiba, cerca de 7 km de distância da embarcação “Lucas Mar”, por funcionários de uma empresa de navegação local. 

O outro corpo foi encontrado a cerca de 15 km de distância da embarcação "Lucas Mar", na Praia de Muriqui, em Mangaratiba,no início da manhã de hoje.

O acidente

Duas embarcações naufragaram na Baía de Sepetiba, perto do Porto de Itaguaí, na madrugada desta sexta-feira. De acordo com o porta-voz dos Bombeiros, coronel Glauco Lorite, a corporação recebeu o chamado para a ocorrência por volta da 1h. Ele disse acreditar que o mau tempo provocou o acidente.

As causas da ocorrência e as responsabilidades dos envolvidos serão apuradas em inquérito já instaurado pela Marinha do Brasil. Pescadores que sobreviveram comentam que o forte vento provocou o afundamento das embarcações.

Últimas de Rio de Janeiro