Ação do Exército destrói 8.549 armas no Rio nesta quarta-feira

Armamento está obsoleto e sem condições de uso na atividade policial

Por O Dia

Policiais apreenderam dezenas de armas e centenas de munições com suspeito em Friburgo
Policiais apreenderam dezenas de armas e centenas de munições com suspeito em Friburgo -

Rio - O Batalhão de Manutenção e Suprimento de Armas do Exército destruirá, nesta quarta-feira, 8.549 armas. As armas serão inutilizadas na sede do Exército em Deodoro, na Zona Oeste do Rio. 

Segundo a instituição, todas são inservíveis e parte foi apreendida em atividades criminosas, outras foram entregues voluntariamente e cerca de 2.000 foram recolhidas de batalhões da Polícia Militar após testes que concluíram que as armas estavam obsoletas e sem condições de uso na atividade policial.  

As armas recolhidas na Polícia Militar fazem parte das ações estruturantes conduzidas pelo Gabinete de Intervenção Federal nos batalhões de Bangu (14º BPM), Jacarepaguá (18º BPM) e Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

Denominada 'Operação Vulcão', a ação do Exército visa atender ao acordo de cooperação técnica firmado entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Comando do Exército Brasileiro em 21 de novembro de 2017. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia