Romário inicia campanha na Central do Brasil com proposta de aumentar policiamento ostensivo

'Nós temos que tomar algumas providências e a primeira delas será botar a Polícia Militar nas ruas para fazer um policiamento ostensivo e automaticamente diminuir roubo de cargas, roubo de carros e assaltos', disse o candidato

Por O Dia

Romário Faria (Podemos) pediu votos na Central do Brasil
Romário Faria (Podemos) pediu votos na Central do Brasil -

Rio - A Central do Brasil, no centro do Rio, foi o local escolhido por Romário para dar o pontapé inicial de sua campanha ao Governo do Estado. Acompanhado de Marcelo Delaroli, candidato a vice, e de Miro Teixeira, candidato ao Senado, Romário chegou ao local às 5h.

Romário destacou que suas prioridades serão segurança, saúde, educação e a situação fiscal do estado.

"Vim da Barra até aqui. Passei pela Avenida das Américas, Ayrton Senna, Presidente Vargas, Rio Branco... Não vi um carro de polícia! Nós temos que tomar algumas providências e a primeira delas será botar a Polícia Militar nas ruas para fazer um policiamento ostensivo e automaticamente diminuir roubo de cargas, roubo de carros e assaltos".

O candidato falou do desafio que terá pela frente, caso seja eleito:

"A gente sabe das dificuldades, da complexidade do estado, mas temos essas propriedades e estou junto com pessoas capacitadas, me ajudando, e tenho certeza que podemos tirar o Rio de Janeiro desse momento tão difícil", completou.

Últimas de Rio de Janeiro