Jovens presos no Complexo do Alemão são liberados

Rapazes foram detidos por trocarem mensagens sobre a operação que acontecia na comunidade

Por O Dia

Rio - Os cinco jovens que haviam sido detidos durante uma operação das Forças Armadas no Complexo do Alemão foram liberados na tarde desta quinta-feira. Márcio Santos Soares, de 22 anos; Marcus Vinícius Santos Soares, de 19; Israel da Silva Costa, de 21; Douglas Márcio do Nascimento, de 24; e um menor, de 16 anos, estavam no presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio.

De acordo com a Defensoria Pública, os rapazes foram presos por trocarem mensagens sobre a operação em um aplicativo no celular. Os jovens estavam em casa quando foram presos sob a acusação de associação ao tráfico e corrupção de menores, já que havia um adolescente no local, pertencentes à família.

Segundo a defensora Bruna Dutra, a revista na residência e a violação das conversas realizadas por meio do celular foram feitas sem autorização judicial. Os jovens alegaram que estavam avisando a amigos e parentes sobre o início da operação, e não a traficantes da comunidade. 

"Os policiais violaram o sigilo telefônico dos aparelhos de celular encontrados. Destacamos, no pedido, que todos os detidos eram integrantes de uma mesma família, que se encontravam recolhidos em sua residência, em razão da operação que ocorria na comunidade, motivo pelo qual não havia qualquer justificativa legal para a violação do domicílio e do sigilo dos dados telefônicos, sem a devida autorização judicial, muito menos para a prisão em flagrante”, ressaltou a defensora, em nota.

A Defensoria Pública visitou as comunidades da Maré e do Alemão na terça e na quarta-feira. A revista nos celulares foi a principal queixa dos moradores. 

Setenta pessoas foram presas durante a operação militar. Cinco suspeitos e três militares morreram.

 

*Com informações da Agência Brasil

 

 

 

 

 

Últimas de Rio de Janeiro