Inspetor é feito refém por presos no Complexo Penitenciário de Gericinó

Funcionário ficou cerca de 25 minutos em poder de três internos em um das galerias do presídio. Grupamento de Intervenção Tática (GIT) foi acionado para apoiar nas negociações e liberar a vítima

Por O Dia

Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio
Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio -

Rio - Um inspetor foi feito refém por presos no Presídio Jonas Lopes de Carvalho, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, na manhã desta quinta-feira. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o funcionário fazia um "confere" quando foi rendido por três presos e ficou cerca de 25 minutos em poder dos internos em uma das galerias da penitenciária.

De acordo com a Seap, o Superintendente de Segurança e o diretor da unidade iniciaram uma negociação imediata, que contou com o apoio do Grupamento de Intervenção Tática (GIT). A situação foi resolvida rapidamente e ninguém ficou ferido, bem como não houve registro de rebelião na prisão.

Ainda de acordo com a Seap, os três presos envolvidos no incidente foram encaminhados para a 34ªDP (Bangu), onde o caso foi registrado. Eles serão encaminhados para a Penitenciária Laércio da Costa Pelegrino (Bangu I) para cumprimento das sanções disciplinares.

Galeria de Fotos

Complexo de Gericinó, na Zona Oeste Agência O Dia
Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio Tânia Rêgo/Agência Brasil

Últimas de Rio de Janeiro