Marielle Franco será homenageada com Medalha Tiradentes no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Homenagem foi proposta pelo deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), com quem Marielle trabalhou por 10 anos

Por O Dia

A vereadora Marielle Franco foi morta há nove meses
A vereadora Marielle Franco foi morta há nove meses -

Rio - A vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada em 14 de março deste ano, será homenageada na Assembleia Legislativa (Alerj) no próxima segunda-feira (10), quando se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos e os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Familiares de Marielle receberão a Medalha Tiradentes, comenda mais alta do parlamento, em nome da ex-vereadora. A cerimônia será realizada no plenário da Alerj, às 10h. A homenagem foi proposta pelo deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), com quem Marielle trabalhou por 10 anos.

Na ocasião, serão apresentados os relatórios da Comissão de Direitos Humanos da Alerj e da Subcomissão da Verdade na Democracia - Mães de Acari. O relatório da Comissão de Direitos Humanos é uma prestação de contas do trabalho realizado ao longo dos 10 anos em que Freixo presidiu o colegiado: mais de 6.500 atendimentos e 80 audiências públicas foram realizadas. Já o relatório da Subcomissão da Verdade na Democracia reúne dados e testemunhos dos crimes de execução, tortura e desaparecimento praticados no período democrático.

Já confirmaram presença na cerimônia representantes do Ministério Público do Estado, da Defensoria Pública do Estado e do Tribunal de Justiça, familiares de Marielle, familiares de vítimas da violência policial e de policiais assassinados e pessoas atingidas pelos crimes tratados em ambos os relatórios. 

Galeria de Fotos

A vereadora Marielle Franco foi morta há nove meses Renan Olaz / Câmara Municipal do Rio
Marielle Franco ganha placa em tribuna na Câmara Divulgação
Cinco mulheres contam como era a convivência com a parlamentar DIVULGAÇÃO
Roger Waters vestiu camisa 'Lute como Marielle Franco' durante show no Maracanã Reprodução
Manifestação na Cinelândia, no último domingo, distribuiu mil placas em memória da vereadora Marielle Franco, assassinada há sete meses Marcio Mercante
14/09/2018- AGÊNCIA DE NOTÍCIAS - PARCEIRO - Ato por Marielli Franco e Anderson no Buraco do Lume, no Centro do Rio de Janeiro. O assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL), 38 anos, e do motorista Anderson Pedro Gomes, 39 anos, completa seis meses, nesta sexta-feira(14).Foto: Paulo Carneiro/Parceiro/Agência O Dia Paulo Carneiro/Parceiro/Agência O Dia
Jurema Werneck (centro), diretora da Anistia, com os pais de Marielle Divulgação / Anistia Internacional

Últimas de Rio de Janeiro