Vídeo: filho de ex-jogador de futebol é assassinado no Andaraí

Rodrigo Cafú era professor de artes marciais e segurança do Sorriso Maroto e foi alvo de mais de 15 tiros quando chegava em casa

Por RAI AQUINO E RAFAEL NASCIMENTO

O segurança foi morto quando chegava em casa e foi atingido por 14 tiros
O segurança foi morto quando chegava em casa e foi atingido por 14 tiros -

Rio - O filho do ex-jogador de futebol Moacir Fernandes, o Cafuringa, que jogou pelo Fluminense, Botafogo e Bangu, dentre outros clubes, foi assassinado a tiros, na noite desta quinta-feira, no Andaraí, na Zona Norte. Rodrigo Tawil Fernandes, conhecido como Rodrigo Cafú, de 43 anos, estava de moto quando foi alvejado com mais de 15 tiros na Rua Agenor Moreira, entre as ruas Paula Brito e Leopoldo, por volta das 22h.

O professor de artes marciais estava chegando em casa quando dois homens também em uma moto atiraram nele. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital (DH) e uma das linhas de investigação é que ele tenha sido executado a mando de um chefe do tráfico da região.

Rodrigo Cafú era segurança do Sorriso Maroto - Arquivo Pessoal

Cafú também trabalhava como segurança do grupo de pagode Sorriso Maroto. A assessoria de imprensa da banda informou que os músicos estão "super chateados e consternados" com o caso.

O professor era casado e muito conhecido na região da Grande Tijuca. A mãe dele fez aniversário nesta quinta. "Descanse em paz, amigo, e que Deus possa confortar sua família e seus amigos. Sempre será lembrado como um grande amigo de todos os tijucanos. Você fez parte da história desse bairro e da minha história. Nós te amamos", uma amiga escreveu nas redes sociais.

Cafú era professor de artes marciais e segurança do grupo de pagode Sorriso Maroto - Arquivo Pessoal

Um vídeo divulgado pela página "Reage Baixada Fluminense" mostra o momento em que Rodrigo foi assassinado; assista!

Galeria de Fotos

O segurança foi morto quando chegava em casa e foi atingido por 14 tiros Reprodução / Internet
Cafu levou mais de 15 tiros. DH investiga se foi a mando do tráfico Arquivo Pessoal
Rodrigo Cafú era segurança do Sorriso Maroto Arquivo Pessoal

Comentários