Músico que morreu em carro metralhado recebe homenagem do grupo do qual fez parte

Carro em que Evaldo dos Santos Rosa, o Manduca, foi alvo de cerca de 80 tiros disparados por militares do Exército

Por O Dia

Evaldo morreu na tarde deste domingo
Evaldo morreu na tarde deste domingo -

Rio - Amigos e familiares de Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, que morreu ao ter o carro fuzilado por militares do Exército em Guadalupe, prestaram homenagens do músico. Manduca, como era conhecida, estava com a família no veículo que foi alvejado com cerca de 80 tiros, na Estrada do Camboatá, na tarde deste domingo. Uma das homenagens veio do grupo de pagode do qual Evaldo foi cavaquinista.

"Neste domingo perdemos um grande amigo, o primeiro cavaquinista do Grupo Remelexo da Cor (Manduca). Deixamos aqui um abraço é nosso sentimento para todos familiares", o banda divulgou, em seu perfil no Facebook.

Uma sobrinha elogiou o sorriso de Evaldo, dizendo que o levará "eternamente" em seu coração.

"Dói imaginar que hoje foi seu último dia na terra. Dói imaginar ver meu primo crescendo com a imagem que marcou a vida dele "a pior imagem". Tio, eles poderiam te socorrer, poderiam sim, mas não fizeram nenhum esforço pra isso. Eles matam inocente sem pensar na consequência que irá trazer pra Família. E agora como ir na sua casa e não ver mais seu carro na garagem? Como ir na sua casa e não ouvir mais você avisando a comida tá pronta? Nossa última conversa foi você me dizendo que se amarrou na Nicolly, que ela era muito comunicativa e muito educada. Poxa, tio Duda, por que logo você?", lamentou a sobrinha.

Carro em que Evaldo estava foi alvo de cerca de 80 tiros - Reprodução / Internet

Um amigo disse que iria estar junto da família do músico, que também estava no automóvel.

"Meu amigo Manduca já tá deixando saudades. Estaremos aqui cuidando daqueles que você amava. E você aí cuidando da gente daí de cima. Fica na paz, meu irmão. Deus está contigo", avisou.

Galeria de Fotos

Evaldo morreu na tarde deste domingo Arquivo Pessoal
Carro em que Evaldo estava foi alvo de cerca de 80 tiros Reprodução / Internet

Comentários