Bope faz operação na Praça Seca

Comunidades da região estão sendo disputadas por traficantes de drogas e milicianos

Por O Dia

Helicópteros da polícia do Rio sobrevoando a Praça Seca
Helicópteros da polícia do Rio sobrevoando a Praça Seca -

Rio - Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), unidade de elite da Polícia Militar, está desde o início da manhã desta sexta-feira realizando uma operação para combater bandidos que atuam nas comunidades do Barão, Bateau Mouche e Chacrinha, na Praça Seca, Zona Oeste do Rio. Até o momento, a PM informou, às 19h, que dois fuzis foram apreendidos no Bateau Mouche.

Moradores da região sofrem há meses com intensos tiroteios envolvendo traficantes de drogas e milicianos que querem dominar a região para extorquir a população local. Disparos foram registrados pela página Onde Tem Tiroteio (OTT).

Nesta quinta-feira, o governador Wilson Witzel (PSC) afirmou que a polícia vai ocupar a Praça Seca para acabar com essa disputa por territórios:

"Esses terroristas dominam aquela região e dificultam o trabalho da polícia. Estamos agindo para fazer um cerco e realizar prisões, com intuito de iniciar uma ocupação. Nós não abandonamos o projeto das UPPs. Vamos atuar com mais força".

O jornal "Meia Hora" revelou bastidores da guerra, mostrando que aliança formada por grupo paramilitar e traficantes da facção Terceiro Comando Puro (TCP) está por trás da disputa.

 

 

Comentários