'Eu tô destruída', diz mãe de menina que teve 80% do corpo queimado por vazamento de gasolina

O estado de saúde de Ana Cristina ainda é instável e gravíssimo, segundo hospital

Por Ana Mello e Fernanda Soares*

Fernanda Pacheco, 26 anos, passa noite no hospital com filha: 'Eu tô destruída, só peço a oração de todos nesse momento'
Fernanda Pacheco, 26 anos, passa noite no hospital com filha: 'Eu tô destruída, só peço a oração de todos nesse momento' -

Rio - A menina que teve 80% do corpo queimado após cair em uma poça de combustível em Caxias está internada no CTI do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes com estado de saúde gravíssimo. Ana Cristina Pacheco Luciano, de 9 anos, é vítima de um acidente provocado pelo vazamento em dutos de gasolina da Transpetro, em uma tentativa de roubo. 

A mãe dela, Fernanda Pacheco, 26 anos, passou a noite no hospital e diz que ficará até que a filha saia de lá, bem."Eu tô destruída, só peço a oração de todos nesse momento", lamenta.

A dona de casa diz que a menina teve o cabelo cortado para limpeza da pele. "Ontem cortaram o cabelo dela bem baixinho, tipo máquina 1, para remover o que ainda restava de gasolina, e também foi necessário fazer uma limpeza para retirada de pele morta", conta. 

Ainda não há previsão de alta para Ana Carolina, que pode passar por outra cirurgia.

*Estagiárias sob a supervisão da chefe de reportagem Maria Inez Magalhães

 

Comentários