Chefe do tráfico de Manguinhos morre em confronto com a polícia

Thiago Baltar Pereira, o Furicão ou Papito, era procurado por diversos crimes

Por O Dia

Furicão morreu em confronto
Furicão morreu em confronto -
Rio - O chefe do tráfico de drogas do Complexo do Manguinhos, Thiago Baltar Pereira, conhecido como Furicão ou Papito, morreu, no fim da tarde desta segunda-feira, em confronto com policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). O traficante estava foragido da Justiça e foi morto, por volta das 17h35, durante uma ação da Core de patrulhamento aos acessos do conjunto de favelas da Zona Norte do Rio e a verificação de informações de inteligência no entorno da Cidade da Polícia.

De acordo com a Polícia Civil, durante a operação, os agentes foram atacados a tiros por bandidos armados e houve confronto. Eles reagiram, quando Thiago foi baleado. O traficante foi levado a um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.
Thiago é apontado como um dos responsáveis pelo ataque de 2014 à base da UPP Manguinhos, quando três PMs ficaram feridos, incluindo o comandante da UPP à época. Ele respondia pelos crimes de associação para o tráfico de drogas, dano ao patrimônio público, explosão, disparo ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha e roubos qualificados. Contra ele, havia um mandado de prisão em aberto.
Material apreendido na ação - Reprodução
PLANO OPERACIONAL
A Polícia Civil diz ainda que a ação desta segunda faz parte de um plano operacional integrado para coibir e reprimir atividades criminosas em toda a região. O plano também conta com ações de inteligência para a identificação dos integrantes de facção criminosa que atua nos complexos do Jacarezinho e Manguinhos.

De acordo com o planejamento, as ações serão sistemáticas e, inicialmente, terão a finalidade de desobstruir vias dessas comunidades e o mapeamento de pontos de contenção do tráfico local. Vias estratégicas, como as ruas Leopoldo Bulhões e Viúva Cláudio, que ligam importantes bairros da região, vão receber um reforço do patrulhamento com a utilização de recursos especiais em diferentes dias e horários.

Também nesta segunda, a Secretaria de Ordem Pública (Seop) fez uma operação de ordenamento urbano da área e garantir ações fiscalizatórias dos demais órgãos públicos na região. Durante a ação, foram multados dezenas de veículos e rebocados outros cinco que estavam estacionados irregularmente nas calçadas que cercam a Cidade da Polícia, nas avenidas Dom Hélder Câmara e dos Democráticos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Furicão morreu em confronto Reprodução
Material apreendido na ação Reprodução

Comentários